Atletas

Condições físicas

– Os participantes devem estar conscientes da distância e das particularidades da prova e estarem suficientemente treinados para isso.

– Terem adquirido, antes da prova, uma real capacidade de autossuficiência em montanha, que permita a gestão dos problemas induzidos por este tipo de prova, nomeadamente em condições de alterações climatéricas (calor, humidade, frio, vento, nevoeiro, chuva ou neve).

– Os participantes terão de saber enfrentar problemas físicos e mentais resultantes de fadiga extrema, problemas digestivos, articulares e dores musculares, etc.

– Ter a consciência de que não é papel da organização ajudar um participante a ultrapassar os problemas acima referidos e que tal depende principalmente da sua capacidade em adaptar-se às situações problemáticas decorrentes deste tipo de evento.

 

Ajuda externa / Assistência pessoal

– Aos participantes é possível assistência pessoal, dada apenas por uma pessoa e somente nos postos de controlo/abastecimento.

 

Colocação do peitoral

– O peitoral deve estar permanentemente visível durante toda a prova, ou seja, deve ser posicionado sobre a roupa, na zona do peito ou do abdómen e não pode ser, por qualquer razão, fixado sobre a perna ou nas costas. O nome e o logótipo dos patrocinadores não podem ser modificados ou escondidos.

– Somente os participantes com peitoral visível terão acesso aos postos de controlo /abastecimento.

 

Regras de conduta desportiva

– É fundamental que os participantes ajudem qualquer pessoa em perigo e alertem o posto de controlo mais próximo ou contactem a organização.

– A entidade organizadora reserva-se o direito de excluir da corrida, mesmo antes do seu início, qualquer participante que, através do seu comportamento, condicione a gestão e/ou o bom funcionamento do evento. Caso isso ocorra, o atleta não será reembolsado.

– Durante a prova, os atletas podem efetuar ultrapassagens, desde que, as mesmas não coloquem em risco a sua integridade e a dos outros concorrentes, tendo também o cuidado de a sinalizar. Os atletas ultrapassados devem facilitar a manobra de ultrapassagem, encostando-se o máximo ou parando, caso seja necessário.

Uma vez que não haverá corte de tráfego rodoviário, os participantes devem cumprir com as regras de trânsito em localidades e estradas de uso público, assim como respeitar as áreas agrícolas e propriedades privadas, sob pena de terem de assumir potenciais danos e indemnizações resultantes do seu incumprimento. 9

 

Responsabilidades perante o atleta / participante

– Os atletas inscritos no PROZIS – IV Trail de Coração na Natureza aceitam participar voluntariamente e sob a sua própria responsabilidade na competição. Por conseguinte, concordam em não reclamar ou exigir à organização, colaboradores, autoridades, patrocinadores e outros participantes qualquer responsabilidade com os mesmos e seus herdeiros, em tudo o que exceda a cobertura das responsabilidades, da dos seus colaboradores e participantes.

 

Abandono, Evacuação e Assistência Médica

– Os abandonos devem ser feitos somente nos postos de controlo. Na eventualidade de um acidente ou lesão em que o participante esteja imobilizado e não consiga alcançar um posto de controlo, deve ativar a operação de salvamento, entrando em contacto com a organização.

– O número de contacto da organização, para efeitos de emergência, estará impresso no peitoral do participante e deverá ser, igualmente, gravado antecipadamente no telemóvel do participante.

– A organização disponibiliza transporte desde o ponto de abandono, com acessibilidade rodoviária, até à chegada.

– Haverá primeiros socorros posicionados em alguns postos de controlo. É essencial que os participantes ajudem qualquer pessoa em perigo e alertem o posto de controlo mais próximo ou contactem a organização.

– Não esquecer que, devido a problemas associados ao ambiente e tipo de evento, pode ser necessário aguardar pela assistência durante mais tempo do que o previsto. Assim sendo, a segurança primária dos atletas depende basicamente da qualidade dos materiais/ equipamentos que os mesmos possuem.

– Os participantes devem acatar as decisões do pessoal médico especializado.